quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Ricardo inaugura a pavimentação da Avenida João Suassuna, em Campina Grande





                                      

O governador Ricardo Coutinho inaugurou, nesta quarta-feira (21), a pavimentação da Avenida João Suassuna, na cidade de Campina Grande, considerada uma importante obra de mobilidade urbana. A obra tem quase 1 km de extensão e representa um investimento de R$ 2,2 milhões visando melhorar o trânsito na Rainha da Borborema. A vice-governadora Lígia Feliciano, o deputado federal Damião Feliciano, o presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, além de deputados estaduais e lideranças da região, também participaram da solenidade.              
Na ocasião, Ricardo Coutinho cumprimentou moradores e afirmou que a obra é fundamental para a mobilidade urbana de Campina Grande. “Essa obra é muito importante porque dá uma ligação direta do Centro da cidade para a Escola Técnica, para a UEPB, para Bodocongó, enfim desafoga o trânsito nessa área. É mais uma obra estruturante que fazemos em Campina Grande, ao lado de outras que ainda serão entregues, como o Parque de Bodocongó. Ter uma boa locomoção é algo essencial que dá o direito do cidadão ir e vir de forma digna. Nas três últimas décadas, o número de veículos aumentou muito e é preciso criar condições para escoar o tráfego. A Avenida João Suassuna era uma necessidade da população dessa região e que entregamos ao povo com muita satisfação”, afirmou o governador.
A Avenida João Suassuna recebeu pavimentação asfáltica, drenagem, sinalização horizontal e vertical, iluminação e outros serviços. “Esta obra vai trazer desenvolvimento, qualidade de vida e melhorias em todos os sentidos. Estou feliz em poder participar dessa inauguração, porque sei o quanto era uma obra esperada e necessária para o povo. A pavimentação da Avenida João Suassuna hoje é uma realidade que melhora a vida da população campinense”, observou a vice-governadora Lígia Feliciano.
A diretora-superintendente de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), Simone Guimarães, explicou que a pavimentação se estende do Centro até Bodocongó representando um avanço para a mobilidade urbana da cidade. “Há doze anos eu morava nessa cidade e já escutava o povo reivindicando essa obra. Então era um desejo antigo que foi realizado pelo Governo do Estado. A Avenida João Suassuna agora é uma rota de fácil acesso para o morador se deslocar a pontos essenciais em Campina Grande. A obra com certeza trouxe muitos benefícios à população”, garantiu.
O aposentado José Leal mora em Campina Grande há 14 anos e acompanhava a realidade da Avenida João Suassuna antes da pavimentação. “Aqui tem muitos aposentados que sofriam na hora de ir ao médico, porque essa rua era esburacada, de difícil acesso, demorava muito para chegar ao hospital. Agora ficou ótimo, porque em pouco tempo a gente chega em Bodocongó com segurança e agilidade”, afirmou.
“Aqui era estrada de barro, muito complicado para transitar e, além disso, era perigoso porque ocorriam muitos assaltos. Pedimos bastante que essa obra fosse feita e felizmente a Avenida João Suassuna agora oferece as condições adequadas para os veículos e pedestres”, comentou o morador Aloiz Velem.

Secom-PB 
via: http://www.paraiba.com.br/

Jovem é morta após reagir a assalto em Campina Grande, diz polícia


Vítima estava chegando em casa quando foi abordada por assaltante. 


Segundo polícia, filhos de 7 e 8 anos viram a mãe ser morta.




                                                   
Filhos da vítima presenciaram o crime (Foto: Henrique Epifanio/TV Paraíba)
Uma jovem de 25 anos foi morta com um tiro na cabeça depois de reagir a uma tentativa de assalto, no bairro Bodocongó, em Campina Grande, no Agreste paraibano. O crime ocorreu no início da noite desta quarta-feira (21), quando um assaltante tentou roubar o celular da vítima. A mulher estava acompanhada do marido. Os dois filhos dela, de 7 e 8 anos, viram a mulher ser morta.
Segundo o Centro Integrado de Operações da Polícia Militar (Ciop), a mulher estava entrando em casa, com o marido, quando o suspeito se aproximou e anunciou o assalto.
O autor do crime não teria sacado arma no momento da abordagem e a mulher jogou uma sacola. De acordo com o relato de testemunhas à polícia, o homem sacou a arma e atirou na cabeça dele. Depois disso, ele fugiu.
O marido da vítima contou a polícia que estava com uma criança de dois meses no braço e que o suspeito chegou a apontar a arma para eles, mas não atirou e fugiu correndo. O casal havia saído do bairro Liberdade a caminho de casa. Os dois filhos da mulher, que estava em casa esperando a mãe, presenciaram o crime. As crianças estavam se preparando para participar de uma cantata natalina, segundo o relato do marido. A Polícia Militar iniciou buscas, mas, até as 19h30 desta sexta-feira, ninguém foi preso.
Fonte: Do G1 PB

Criança morre afogada em açude na cidade de Mari-PB



                                                         

Uma verdadeira tragédia de final de ano aconteceu numa família simples da cidade de Mari, zona da Mata Paraibana, na tarde desta quarta-feira (21). Uma criança de apenas 10 anos morreu vítima de afogamento.
O fato lamentável aconteceu no Sítio Baixinha de Cima, zona rural. A criança foi identificada como Maria Vitória Pereira, 10 anos de idade. A menina morava com os pais numa residencia da rua Manuel Avelino de Paiva.
A menina estava brincando com uma colega dentro do açude, ambas costumavam ir todas as tardes para esse local em companhia de um idoso que trabalhava na lavoura. Ele ouviu os gritos de desespero de sua filha, pois a mesma não conseguiu mais visualizar a coleguinha que submergiu na água.
Com informações de Thiago Silva

Por: Michele Marques
Fonte: portalmidia.net
 

Em discurso emocionado, mãe de Eduardo Campos enaltece obra na PB que homenageia o filho

Ana Arraes disse que a obra deixa para família do ex-governador a marca da emoção, colaboração e saudade




                                                  

O Viaduto do Geisel, inaugurado na noite desta terça-feira (20), pelo governador Ricardo Coutinho, leva oficialmente o nome de Viaduto Eduardo Campos, uma homenagem ao ex-presidente de Pernambuco, morto em um acidente aéreo em 2014, quando disputava a presidência da República. Representando Campos, sua mãe, Ana Arraes, participou da inauguração da obra, em João Pessoa, e fez um discurso emocionado.

Na oportunidade, ela agradeceu a homenagem ao filho e disse que a obra deixa para família do ex-governador a marca da emoção, colaboração e saudade.
“É uma homenagem que representa uma emoção, representa a grande marca que Eduardo deixou na sua vida. Ele deixou uma marca de unidade, deixou uma marca de colaboração. Ele e Ricardo Coutinho, nosso governador da Paraíba, trabalharam muito juntos. A gente também acha que essa marca deixa saudade”, disse.
Ana Arraes também parabenizou o governador pela obra e afirmou que o viaduto simboliza o desenvolvimento e mobilidade para a cidade de João Pessoa.
“Eu já dei uma volta por ela, eu vejo como um sinal de desenvolvimento e de entrosamento, a cidade vai melhorar a mobilidade, ele é um viaduto bonito, bem concebido e bem construído, então eu acredito que isso simboliza o desenvolvimento, a modernidade e mobilidade”, declarou.

Fonte: http://www.blogdogordinho.com.br/

Trio armados assaltam Posto de Combustível Caipira entre Pirpirituba e Belém



                                     

Três bandidos armados renderam dois frentistas e assaltaram o Posto de Combustível Caipira. Os criminosos utilizaram um revólver, uma espingarda e um facão. O roubo aconteceu na noite desta terça-feira (20) o estabelecimento fica entre os municípios de Pirpirituba e Belém, Região Metropolitana de Guarabira, na rodovia PB-073.
Segundo a Polícia, os criminosos levaram três litros de uísque Red Label, 60 (Sessenta) carteiras de cigarro e uma quantia de R$ 250,00 (Duzentos e cinquenta reais) em espécie.
De acordo com as informações policiais, o trio fugiu após cometerem o assalto, os criminosos escaparam pelo matagal próximo ao posto.  Viaturas da Polícia Militar estiveram no local, realizaram diligencias na tentativa de localizar os bandidos, porém sem êxito.
por: Raelson Galdino
Fonte: http://www.nordeste1.com/

Bando assalta agência dos Correios de Gurjão



                                         

Mais uma agência dos Correios foi assaltada na Paraíba. O crime mais recente aconteceu na madrugada desta quarta-feira (21) na cidade de Gurjão, localizada na Borborema.

. De acordo com o Destacamento da Polícia Militar do município de Serra Branca, que abrange a região, o assalto foi praticado por homens armados que tentaram explodir a agência, mas desistiram e preferiram apenas arrombar.


Na fuga eles saíram atirando para o alto, atormentando os moradores da cidade.


A polícia fez buscas pela região, mas a até a manhã de hoje, ninguém havia sido preso. O valor roubado não foi informado.


A Polícia Federal de Campina Grande deve enviar uma equipe para apurar o caso e fazer a perícia em busca de pistas que possam ajudar na identificação dos criminosos.



Fonte: PB Agora

Bandidos explodem caixas eletrônicos em Campina




                                       
Fotos: Reprodução/ WhatsApp


Na madrugada desta quarta-feira (21), por volta das 4h, cerca de quatro bandidos explodiram dois caixas eletrônicos do Bradesco que ficavam na empresa Alpargatas, no Distrito Industrial, em Campina Grande.
Fotos: Reprodução/ WhatsApp
Segundo informações do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), o vigilante que estava de plantão na empresa relatou que os criminosos tiveram acesso ao interior da empresa depois de violar a cerca do local.
Ainda conforme o vigilante, os criminosos estavam mascarados, todos vestidos de preto e fortemente armados.
Eles fugiram em dois carros, de cor preta e prata. A polícia continua realizando diligências, mas não informou se os criminosos conseguiram levar alguma quantia dos caixas.
Mais informações ao longo do dia.

FONTE: http://paraibaonline.net.br/

Grupo armado explode carro-forte durante assalto na BR-230, na PB

Caso aconteceu entre Pombal e Aparecida e bandidos conseguiram fugir



                                                     
Carro-forte ficou destruído após a explosão
Reprodução/Instagram/Mofioficial_

Um grupo com pelo menos dez bandidos fortemente armados cercou um carro-forte, rendeu os seguranças e explodiu o veículo, na tarde desta terça-feira (20), em um trecho da BR-230, entre os municípios de Pombal e Aparecida, no Sertão paraibano, respectivamente a 385 km e 421 km de João Pessoa.




Segundo a Companhia da Polícia Militar em Pombal, os bandidos estavam em duas caminhonetes e conseguiram interceptar o carro-forte, forçando o motorista a parar.

Ainda segundo a PM, o grupo rendeu os seguranças, que foram obrigados a descer do veículo. Em seguida, os bandidos colocaram dinamites no carro e o explodiram.

Com acesso ao cofre, o grupo levou todo o dinheiro que estava e fugiu. De acordo com a PM, um dos carros usados pelos bandidos foi encontrado queimado próximo ao município de São Domingos de Pombal.

A PM também informou que não registrou informações sobre ferimentos nos seguranças, mas um deles passou mal, recebeu atendimento do Corpo de Bombeiros e foi liberado sem necessidade de encaminhamento ao hospital.

Fonte: portal correio

Ricardo Coutinho inaugura viaduto com a presença da mãe de Eduardo Campos




                                       

O Viaduto Eduardo Campos, popular Viaduto do Geisel, está sendo inaugurado oficialmente na noite desta terça-feira (20) com presenças ilustres, incluindo a mãe do falecido que nomeia a obra, Ana Arraes. Além disso, um palco foi montado para abrigar a solenidade de inauguração e o show do catoleense Chico César. O evento acontece no estacionamento do Estádio Almeidão e já conta com milhares pessoas.
Orçado em R$ 42 milhões, segundo o próprio governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), a obra é considerada a mais importante de mobilidade do município de João Pessoa. O custeio do viaduto, que demorou dois anos e meio para ser concluído, se deu com 60% de recursos estaduais com 40% de recursos federais.
“Na época eu me dirigi a senhora presidente da República [Dilma Rousseff] para fazer uma pactuação [sic] que permitisse o Estado fazer a obra. Eu não consegui aquilo que achava que ia conseguir, que era no mínimo 90% da obra, mas consegui 40%. Tinha que resolver o mais grave problema de trânsito da região metropolitana de João Pessoa”, comentou Ricardo.
O governador citou que a obra passou por muitas provações, sem especificá-las. Disse também que o episódio com o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), no qual se acreditou em um boicote por parte do Governo Federal para com a Paraíba, foi devidamente superado.
“Em um determinado momento eu tive que dizer que faria esta obra, como se diz no popular, debaixo de pau e pedra. Nem que eu tivesse que pedir R$ 1 real ou R$ 5 reais a cada habitante dessa cidade, essa obra teria que ser feita. Apesar de alguns trabalharem contra permanentemente, alguns aqui do Estado da Paraíba, nós conseguimos restabelecer a ponte [com o Governo Federal] e tratar as coisas com a civilidade necessária. Eu tenho uma representação institucional e o ministro tem a sua representação e nós precisamos nos entender para poder fazer com que as coisas possam avançar”, citou.

Créditos: wscom
Fonte: http://www.polemicaparaiba.com.br/